Blog do MX Cursos

CorelDRAW, Illustrator e Photoshop: entenda as diferenças entre eles

Assim como dois grandes super-heróis como o Homem de Ferro e o Capitão América partiram para os socos no filme Guerra Civil (2016), a briga entre os fãs do Corel e do Illustrator é acirrada. Estudiosos chegam a jurar que essa disputa já existia mesmo antes de inventarem o mouse!

No filme, Tony Stark e Steve Rogers, personagens que estão por trás das máscaras dos super-heróis, tinham visões diferentes sobre o futuro dos Vingadores, mas o objetivo de ambos era o mesmo: manter a segurança das pessoas da forma mais cabível em um mundo sob perigo constante.

Aqui no nosso mundo do design, apesar da disputa entre o Corel e o Illustrator, também existe um objetivo em comum! Claro que ele é muito mais simples, certo? Queremos apenas produzir nossos projetos gráficos da melhor maneira possível.

Mesmo com argumentos contra e a favor a cada um desses softwares, nesse post você vai aprender para que tipo de projeto cada um é mais indicado e ainda vai conferir o que aquele cara que está do lado de fora do ringue tem a oferecer.

E que cara é esse? O outro gigante da produção gráfica digital, o Photoshop! Mesmo não sendo o favorito de quem produz trabalhos impressos, ele é o xodó de muitos outros profissionais por aí. Tá a fim de aprender tudo isso? Então vamos lá!

CorelDRAW

CorelDraw vs Photoshop vs IllustratorLançado no final da década de 80, o Corel foi um dos primeiros programas de editoração vetorial distribuídos no mundo. Ele fez e continua fazendo muito sucesso nas gráficas brasileiras pelo preço do software ser mais em conta do que o de seu grande concorrente, o Illustrator.

Indicado para quem trabalha com produções gráficas como criação de logotipos, papelaria (cartões de visita, timbrados, adesivos) e divulgação publicitária impressa (folders, revistas e banners), o Corel tem uma interface bastante simples e fácil de ser entendida. Mesmo o mais newbie dos designers consegue usá-lo para criar uma arte profissional com facilidade.

Apesar desse ponto a favor do Corel, o programa deixa a desejar quando o assunto são trabalhos complexos que requerem mais efeitos. Essa falta de recursos mais aprimorados faz com que ele seja deixado de lado por muitos designers, mesmo ele possuindo a mesma natureza vetorial que o Illustrator, que dispara na frente do Corel nesse quesito.

Nossos cursos indicados

Além disso, não existe versão desse software para sistemas operacionais Mac. Isso com certeza faz com que seus usuários sejam obrigados a recorrer a artifícios para conseguir utilizá-lo quando necessário. Todo esses fatores colaboraram muito para que o Corel conquistasse a atual fama de software ultrapassado na visão de muitos.

Será que essa fama deve ser levada em conta? Antes que os fãs do programa se sintam desencorajados, precisamos ressaltar uma última vantagem essencial do CorelDRAW para os profissionais de design: como ele é o principal software da grande maioria das gráficas do Brasil, você tem muito mais chance de conseguir imprimir seu arquivo sem maiores problemas.

Leia também  Designers: Como usar o Facebook e LinkedIn ao seu favor

E por que dizemos isso? Bom, tanto o Corel quando o Illustrator exportam arquivos para o formato .pdf, mas é normal que sejam necessários alguns últimos ajustes antes do envio para impressão. Utilizando o Corel você terá mais liberdade para fazer isso, já que o formato .pdf não costuma permitir alterações, e existem grandes chances de as gráficas não terem o Adobe Illustrator disponível.

Illustrator

Illustrator vs Photoshop vs CorelDrawAgora vamos conferir um pouco mais sobre o outro lado da força que bate de frente com o CorelDRAW. Um pouco mais velho do que o Corel, o Illustrator chegou ao mercado em 1987 já com o selo de qualidade e, claro, o valor de marca Adobe desde o começo. Isso explica o fato de ele ser mais caro que o CorelDRAW.

Tendo sido mais difundido nos Estados Unidos e na Europa do que no Brasil por muitos anos, esse software de edição vetorial ganha pontos em relação aos concorrentes graças a sua capacidade superior de recursos e sua integração com outros programas da mesma empresa, como o Adobe Photoshop e o Adobe InDesign.

O Illustrator também é conhecido pela sua compatibilidade com muitos formatos de arquivo e por disponibilizar recursos de fechamento de arquivos extremamente confiáveis.

Já em questão de usabilidade, o programa possui um nível de dificuldade maior. O Corel ganha dele quanto o assunto é ser intuitivo. Por esse motivo, o Illustrator exige um pouco mais de conhecimento, e não é indicado para iniciantes ou para aqueles que não pretendem realmente parar para aprender a utilizá-lo. É preciso ser um bom padawan.

Os próprios atalhos do software exigem muitos cliques e alguns processos necessitam de várias ferramentas para serem concluídos. Ele também não possui o recurso de importação de páginas, já que é focado em ilustrações de páginas simples.

De qualquer forma, há quem diga que o Illustrator no final das contas entrega os mesmos trabalhos que o Corel, mas ousamos dizer que, além disso, ele é essencial para empresas de design e é indicado no caso de ilustrações, trabalhos que exijam um acabamento mais refinado e vetorizações para websites e interfaces.

Deu pra esclarecer as diferenças entre esses dois programas com propósitos tão semelhantes, certo? É hora de cessar essa rixa, como bem exemplificaram Tony e Steve lá em Guerra Civil, e falar sobre outro componente necessário para um profissional de design.

Photoshop

Photoshop vs Corel vs IllustratorPor último, mas não menos importante, vamos conversar brevemente sobre o Photoshop. Ele é disparadamente considerado o melhor editor de imagens pelos web designers e até mesmo videomakers.

Longe de trabalhar com vetores, o forte do programa são os bitmaps (as imagens digitais geradas por bits), por isso sua aplicação é bem mais presente no dia a dia de fotógrafos e profissionais especializados em desenvolver apenas produtos digitais, como sites, artes para web em geral, artes para mídias sociais (Facebook e Instagram), e até cenários para vídeos do After Effects e Premiere.

A grande jogada da Adobe foi o Creative Cloud. Essa nuvem online não chega a ser uma Kinto’Un, mas permite que você utilize seus vários aplicativos, dos mais conhecidos (como os próprios Photoshop e Illustrator) até os mais avançados, com funcionalidades online exclusivas, e até mesmo salve arquivos para abri-los em outros dispositivos, adicione colaboradores e muitas outras vantagens.

Essa vantagem, portanto, se transfere tanto para o Photoshop quanto para o Illustrator, e, caso você resolva utilizá-los, para você também!

Com certeza, ao longo da sua experiência profissional como designer você já notou que vez ou outra vai ser necessário utilizar mais de um software para realizar um projeto. Início, meio e finalização vão reivindicar necessidades particulares e, nesse caso, a Adobe sai na frente.

Enfim, agora você já desvendou que a diferença entre o CorelDRAW, o Illustrator e o Photoshop é apenas o tipo de projeto ou a etapa de criação que será produzido em qualquer um deles, certo?

Chega de botar mais pilha nessa rixa entre diferentes softwares! Compartilhe esse post com seus amigos e colegas nas suas redes sociais e deixe que eles também se liguem nessas informações.