MX Cursos

3 motivos para utilizar as campanhas inteligentes no Google Ads

3 motivos para utilizar as campanhas inteligentes no Google Ads

As campanhas inteligentes do Google Ads permitem que você pague somente quando as pessoas clicarem no seu anúncio e que você atraia mais clientes para o seu site de maneira automática e otimizada. Quer aprender tudo sobre essa estratégia? Então você está no lugar certo!

O que são campanhas inteligentes no Google Ads?

As famosas campanhas inteligentes foram desenvolvidas para agilizar a publicidade online. Por meio dessa potente estratégia, você só precisa fazer algumas configurações iniciais e o Google Ads passa então a gerenciar sua campanha automaticamente para otimizar seus resultados.

campanhas inteligentes no Google Ads

Esse tipo de recurso avançado combina três tecnologias de otimização para eliminar o trabalho e as “adivinhações” referentes à segmentação, à definição de lances e à criação de anúncios. Assim, ao optar pelas campanhas inteligentes, você tem lances automáticos, segmentação automática e criação automática de anúncios! Bacana, né? Bom! Confira a seguir mais detalhes sobre essas três extraordinárias vantagens:

Vantagens das campanhas inteligentes

1. Lances automáticos

Com relação aos lances automáticos, como o CPA desejado, por exemplo, as campanhas inteligentes são otimizadas para definir seus lances de acordo com a probabilidade de conversão em cada leilão de anúncios, com o intuito de agregar ainda mais valor ao seu negócio.

Lances automáticos2. Segmentação automática

Agora, quando o assunto é segmentação, essa estratégia otimiza seu público conforme a campanha vai sendo exibida, ou seja, seus anúncios passam a ser cada vez mais veiculados para as pessoas certas. O que em outras palavras significa mais chances de gerar negócios para a sua marca.

Segmentação automática

3. Criação automática de anúncios

Por fim, as campanhas inteligentes ainda permitem a criação automática de anúncios. Ou seja, eles são gerados instantaneamente pela plataforma, a partir de alguns elementos básicos fornecidos pelo anunciante, como títulos, descrições, logos, imagens e vídeos. Em posse dessas informações, o Google Ads criará anúncios que se ajustam de forma responsiva em praticamente todos os espaços para da Rede de Display. Incrível, né? Mas você sabia que existem pré-requisitos para utilizar essa estratégia? Confira-os a seguir!

Nossos cursos online relacionados a este post

Criação automática de anúncios

Pré-requisitos para criar campanhas inteligentes

Bom! Antes de verificar se a sua conta está apta a criar campanhas inteligentes, é importante checar se você configurou corretamente o acompanhamento de conversões no Google Ads.

Dica: Se você não sabe do que eu estou falando, ou ainda tem dúvidas sobre o assunto, sugiro que faça o nosso Curso de Google Ads Intermediário, pois lá eu dou várias dicas a respeito! 😉

Pois bem! Depois que essa etapa estiver configurada, você precisa confirmar se a sua conta atende aos requisitos de qualificação com base em conversões, pois para poder configurar uma campanha inteligente, você precisa ter recebido, nos últimos 30 dias, pelo menos 50 conversões nas campanhas da Rede de Display, ou no mínimo 100 conversões nas campanhas da Rede de Pesquisa.

Além disso, é importantíssimo que a verba investida seja suficiente para cobrir, pelo menos, o dobro do lance do seu CPA desejado, ok? Assim, se você pretende definir um lance com o valor de R$ 2, seu orçamento diário deve ser de, no mínimo, R$ 8.

Depois de definir tudo isso, você precisa criar um feed de dados para dar início à criação da sua campanha inteligente. Não sabe o que é isso? Então continue lendo para descobrir!

O que é e para que serve um feed de dados no Google Ads?

Os feeds do Google Ads funcionam como uma espécie de banco de dados de produtos ou serviços e servem de base para que a plataforma crie anúncios responsivos dentro das campanhas inteligentes.

O que é e para que serve um feed de dados no Google Ads

Esses elementos nada mais são do que arquivos .csv, .xls, .tsv ou .xlsx, divididos em linhas e colunas. Estas representam os atributos obrigatórios de cada item listado – como, por exemplo, códigos de identificação, descrições, preços e URLs de destino – e aquelas devem ser preenchidas com os detalhes dos produtos ou serviços em si.

Dica: atualmente, o Google Ads admite feeds de empresas ligadas à área de educação, voos, hotéis, recrutamento, imóveis e muito mais. Porém, se o seu negócio for do segmento de varejo, é necessário usar o Google Merchant Center para fazer o upload do seu feed de produtos.

Bom! Assim que o seu feed for aprovado pela plataforma – pode levar até 4 dias úteis para isso – será possível criar as suas campanhas inteligentes! Quer aprender a utilizar essa estratégia com um passo a passo supersimples e detalhado? Então faça já o nosso Curso de Google Ads Avançado! Bons estudos e até a próxima! 😊

Clube de Cursos Clube de Cursos

Conheça nosso Clube de Cursos e potencialize suas habilidades em Produção e Edição de Vídeos, Design, Marketing Digital, Programaço, WordPress, 3D e Modelagem, Motion Graphics e muito mais!

CONHEÇA O CLUBE