Blog do MX Cursos

7 razões para escolher estudar (e até se especializar) em 3D usando o CINEMA 4D

7 razões para escolher estudar (e até se especializar) em 3D  usando o CINEMA 4D

Desde que se tornou popular Brasil a fora, por volta de 2010, o motion design (termo em inglês que nada mais significa do que “design em movimento”, mas que se refere a trabalhos que fogem tanto à animação clássica quanto a típica animação de apresentações estilo Power Point),  um software de criação 3D CINEMA 4D,  vem se firmando como uma ferramenta essencial no processo, mesmo para estudantes ou profissionais que não têm uma base técnica forte.

O software criado em 1990 para o sistema operacional Amiga, começou a evoluir para o estágio atual lá pela versão R9.6 de 2006, hoje ela se encontra na versão R18.

Alguns motivos para você começar a estudar 3D

1.  Sua interface amigável é limpa, de fácil manuseio e acessível a usuários que se sentem intimidados quando abrem um programa cheio de botões e nenhum direcionamento direto (Maya, XSI e até o Blender que tanto adoro, são assim).

2. Seu conceito “direto ao assunto” facilita bastante teoria da arte 3D (ela existe e é essencial) e o torna uma excelente ferramenta para estudos, mesmo se o mercado de repente leve o profissional a migrar outra ferramenta.

3. Possui um excepcional sistema de render nativo. Na verdade dois: o stardard (bem básico, mas também muito rápido) e o physical render.

Há outros programas que também tem sistemas tão bons quanto, mas talvez ainda dependam muito de soluções externas como o Vray, Arnold ou Mental Ray. O Cinema 4D se dá muito bem com todos estes renderers citados, mas nada que você não possa fazer “dentro de casa”.

 

4. Possui o módulo Mograph, introduzido na versão 9.6 e desde então tido como essencial para o mercado 3D, este conjunto de ferramentas elevam ao infinito às possibilidades de criação de animações graficamente complexas e padrões da indústria.

Nossos cursos indicados

5. A Integração com After Effects, a ferramenta padrão em animação 2D e 2.5D da Adobe não só possui o CINEWARE, um plugin nativo para importar cenas do CINEMA 4D dentro do AE, como possui sua própria versão do software que vem junto com o pacote: o CINEMA 4D LITE, uma versão mais enxuta porém poderosa do software da Maxon.

6. Integração com o RealFlow, um software dedicado ao uso de simulações de líquidos de todos os tipos. Isso acontece de duas formas, uma dela é o uso de um plugin especifico que exporta a malha do C4D para o RealFlow e pode ser baixado no próprio site da Next Limit. A outra seria com o RealFlow – Cinema 4d que, quando instalado, nos dá o poder de fazer simulações direto do CINEMA 4D, sem a necessidade de “levar e trazer” a malha entre as duas ferramentas!

7. Hoje, sem qualquer dúvida, é padrão da indústria. Já houve um tempo em que se comparava bastante e até o nivelavam “abaixo” de outras ferramentas como o Maya, 3DMax, Blender e o extinto XSI. Mas o tempo provou que o mercado está ai para todos estes e mais alguns apesar da versatilidade do CINEMA 4D lhe colocar em concorrência direta com todos estes citados, a dedicação da desenvolvedora alemã Maxon em posicionar o CINEMA 4D para o uso em motion design foi bastante feliz e estúdios de todos os tamanhos, em todas as partes do mundo o utilizam diariamente para produzir peças para cinema, TV, publicidade e até trabalhos experimentais.

Não deixe de conferir nosso treinamento completo de CINEMA 4D.   Clique aqui

QUER POTENCIALIZAR SUAS HABILIDADES EM SOFTWARES E SEGMENTOS DO PRESENTE E DO FUTURO?

CURSOS ONLINE