Blog do MX Cursos

7 dicas matadoras para se tornar um Webdesigner tão bom quanto Pelé

Não! Pelé não foi um webdesigner. Sim, ele foi bom. Foi o melhor! E seguindo o objetivo de tornar você o melhor Webdesigner, listei nesse artigo 7 dicas matadoras para que você possa se tornar um profissional de excelência.

Are you ready? Let’s go!

1. Siga os melhores

Tem que espiar [Bial mode on], tem que se conectar, tem que procurar estar antenado com quem anda criando coisa top por aí. Não dá pra inovar se você não cria parâmetro do que de fato é bom, do que de fato é inovador e tendência. Tem que participar.

Se conectar com agências referências, com webdesigners tops é uma forma de aprender, se reciclar e sobretudo ver na prática a entrega de trabalhos brilhantes.

É aquela velha história da criança que cresceu vendo seu ídolo jogar e que um dia jogou ao seu lado e pouco depois se tornou o ídolo do seu ídolo. Você só vai aprender com os melhores, com as referências e, portanto, entenda que sempre temos que aprender algo ou melhorar em alguma coisa.

Quer inspiração? Então, veja isso.

2. Olhe pra frente sempre

A tecnologia é dinâmica. E rapidamente muita coisa muda. Foi-se o tempo em que criávamos sites no FrontPage (saudades, seu lindo <3), foi-se o tempo que os gifs tomavam conta dos sites e que o amarelo piscando no preto era sinônimo de inovação. Duvida? Então toma isso!

Você acha 17 anos muito tempo? Ah, acha? Então o que você fazia há 17 anos atrás? Sabe a resposta, né? Então não é muito tempo :p

Nossos cursos indicados

Não dá pra olhar pra trás, não dá sequer pra olhar apenas pro agora. Temos que olhar pra frente, se antenar no que vem por aí e claro, dominar bem as técnicas atuais.

O Flash se foi. O HTML5 e CSS3 estão aí e dominá-los é mais do que uma obrigação. jQuery e JavaScript não são linguagens apenas para programadores. Webdesigners também precisam dominar. Vivemos em uma era em que a versatilidade conta muito a favor e faz muita falta no mercado.

O Fireworks foi descontinuado pela Adobe. Vai fazer o que? Chorar no colo da mamãe? Não, não Nãaaaaaao! Migre para o Photoshop. Dá medo, né? Eu sei! É como deixar ir aquela namorada “Gateeenha” que terminou com a gente. Mas acredite, deixe-a ir. Temos medo de mudanças, mas elas muitas vezes fazem bem.

E entendendo que o Photoshop certamente terá evoluções e atualizações futuras, não iniciar na ferramenta é um atraso anunciado. Vá já pro Photoshop e para com essa mania de achar que o PS só serve pra editar fotos e melhorar suas qualidades. Não! Ele cria layouts, ótimos layouts, layouts magníficos. Duvida? Olha isso então!

3. Participe de eventos

Sozinho não dá pra evoluir muito. É aquele velho ditado “Quer ir rápido? Vá sozinho! Quer ir longe? Vá com alguém”. Isso nunca fez tanto sentido.

Diversos eventos como iMasters Intercon e os eventos da Arteccom, além de te trazer informação e conhecimento, faz com que você esteja mais antenado com as novidades. Além disso, o network é de suma importância. Conhecer e trocar contatos com outros webdesigners é uma forma natural e orgânica de evoluir profissionalmente.

Ah, e lembra do assunto dos sites antigamente? Olhem isso. O site do primeiro evento da Arteccom.

4. Faça cursos

Parece clichê, mas não é! Estudar, principalmente se for online, é uma ótima maneira de se qualificar e de aprender de verdade a dominar as ferramentas e conceitos indispensáveis para quem quer se tornar um webdesigner tão bom como Édson Arantes do Nascimento, vulgo Pelé.

Pelé não nasceu craque. Ele aprendeu a ser craque, assim como aprendeu a andar, a falar, a fazer xixi no penico, enfim, aprendeu a ser quem foi!

Mas e o dom? O dom existe, ajuda muito, mas não é o único artifício para quem quer ser excelência em algo. Caso contrário, fechem as universidades, escolas, cursinhos. Fechem o MX Cursos (Deus me livre, toc toc na madeira, Saravá misifio). Se pessoas aprendem a ser bons médicos, advogados, juízes, promotores, arquitetos, pedreiros e carpinteiros, por que não podemos aprender a ser webdesigners incríveis?

Portanto, deixa de preguiça, seca essas lágrimas e vá logo se qualificar para esse mercado incrível.

5. Pratique. Pratique muito!

A prática leva à perfeição, dizia o saudoso Telê Santana, jogador e técnico do meu querido Fluzão (E não me venham com esse papo de “Paguem a Série B”) :p

Zico ficava horas e horas após o treino batendo faltas. Era exemplo de atleta dedicado e esforçado e deu no que deu. Se tornou um dos maiores batedores de falta do planeta (Neto que me desculpe) e sim, é doloroso reconhecer isso, até por que em seu último jogo da carreira, ele meteu 5 gols no meu FLU 🙁

E praticar o ajudará a pegar o jeito da coisa, a ter a destreza que todo webdesigner precisa ter. Você terá um leque totalmente versátil em suas mãos para adequar-se às principais premissas e necessidades de cada projeto, caso contrário, todos terão a mesma cara. E nem eu, nem você, nem seu cliente, nem seu chefe, nem seu pai e nem sua mãe queremos isso, né?

Portanto, pratique e se possível tente copiar a ideia dos outros… Calma, não copie e reproduza. Copie para testar, para praticar e tentar chegar ao nível dos melhores.

Rivelino aprendeu a dar o drible do elástico vendo Maradona jogar. Ah, e a história do ídolo que se tornou ídolo do seu ídolo envolve essas duas figuras. Duvida? Espie abaixo!

Rivelino e Maradona
Maradona e Rivellino trocam camisas autografadas de Argentina e Brasil (Foto: De Zurda)

6. Use WordPress. Não use Wix.

Eu já comentei isso em um post recente. O Google penaliza sites criados com o Wix que é uma plataforma estilo Do It Yourself, ou “Faça você mesmo”. Não fui eu quem falei. Foi esse moço aqui. Esse rapaz e a Iris, nesse post aqui, também falaram e, portanto, estou com eles até que se provem o contrário :p

Mas a questão à indexação não é o único motivo pelo qual não sugiro usar a plataforma de criação de sites. Eu não vejo com bons olhos sistemas e plataformas semelhantes que te dão tudo de mãos beijadas.

Isso faz com que exercemos cada vez menos nossa criatividade e isso dificultará no processo evolutivo do webdesigner.

Mas e o WordPress? Ele não usa temas prontos? Sim e não.

Você pode criar seus próprios temas, sabia? Duvida? Então toma, manolo :p

Se for pra otimizar e ganhar tempo nessa era onde o tempo é cada vez mais escasso, que tal otimizar no desenvolvimento e reservar tempo para a criação?

Usar frameworks é uma saída bem interessante, ou você acha o bootstrap uma má ideia? Claro que não! E ainda tem o Materialize que é lindinho e eficiente.

Portanto, dose bem na hora de balancear onde você vai otimizar seu tempo de trabalho.

7. Participe de fóruns online e visite sites importantes

Participar do fórum iMasters é quase que uma obrigação. Quem nunca participou do maior fórum destinado à programadores, designers e webdesigners da América Latina? O Fórum continua de vento e popa e ganha centenas de novos usuários a cada dia. Já são mais de 2 milhões de mensagens postadas, atuando desde 2001. Vai perder?

Outros sites indispensáveis para todo webdesigner são Tableless e o site do Maujor. Os caras são referências no assunto e você precisa conhecer.

N+1. Dica extra: Crie Sites responsivos

Essa dica é bastante óbvia. De acordo com especialistas, até 2020 mais de 80% dos usuários de internet do planeta acessarão sites através de dispositivos móveis. E para adequar-se a essa era, é indispensável que o webdesigner crie sites responsivos.

Webdesign responsivo é a técnica de desenvolver sites que se adequem a diversas resoluções de tela. Com isso, um site criado com esta flexibilidade abrirá corretamente em qualquer display, seja desktop, smartphones ou tablets.

É praticamente oferecer o conteúdo agradável e uma navegabilidade incrível a 100% dos visitantes dos seus sites.

Dentro deste segmento, ainda tem a técnica de Mobile First, que é basicamente olhar primeiro para o desenvolvimento para dispositivos móveis ao criar layouts e desenvolvê-los para posteriormente trabalhar focando versões Desktops.

Portanto, siga essas dicas e o caminho para a excelência como Webdesigner será questão de pouco tempo. Mas claro, são algumas das muitas dicas para quem quer se tornar um Webdesigner “pika das galáxias”.

Mas acredite, o caminho é esse.

Gostou? Não gostou? Deixe um comentário e compartilhe com seus amigos.

Um abraço e até a próxima!

Foto de capa: Reprodução Facebook.

QUER POTENCIALIZAR SUAS HABILIDADES EM SOFTWARES E SEGMENTOS DO PRESENTE E DO FUTURO?

CURSOS ONLINE