Blog do MX Cursos

6 dicas indispensáveis para criar layouts de peças publicitárias

6 dicas indispensáveis para criar layouts de peças publicitárias

Se você está começando no mundo gráfico da publicidade ou está estreando como freelancer, possivelmente tem algumas dúvidas sobre como criar layouts para as peças publicitárias que seja  de qualidade e que gere resultados, correto?

Você está certo em se preocupar: para gerar resultados, a comunicação deve ser eficiente e isso será sua marca profissional. Pensando nesse ponto, separamos seis dicas que vão te ajudar a produzir peças que alcancem o consumidor.

1. Estrutura do Layout

Layouts

Planeje-se. Criar uma estrutura nada mais é que montar um planejamento. Por mais clichê que pareça: em criação, nem tudo é inspiração. A maior parte é ralação.

Pensar em uma estrutura é pensar qual o objetivo da peça que você está fazendo e em qual plataforma ela será veiculada. É nesse momento, também, que você deve pensar na necessidade de uso da marca.

Busque as informações da cada plataforma: medida recomendada, extensão com melhor qualidade, normas etc. Exemplo: peças para web têm melhor qualidade se forem salvas em .PNG e posts para o Facebook devem ter 800 pixels de altura e de largura.

2. Cores

Equilíbrio é a palavra-chave. Por isso, é muito importante não fugir ao conceito já estabelecido para todo projeto da campanha publicitária e entender que a paleta de cores estabelecida para todo o projeto é parte (e uma grande parte, por sinal) da identidade visual da campanha. As cores conferem tom de unicidade ao conjunto.

Cores

Nossos cursos indicados

Não deixe de verificar o uso das cores nos concorrentes diretos e evite fazer combinações semelhantes.

3.Tipografia e Diagramação

Tipografia

Atente-se para a escolha da fonte. Existem fontes apropriadas para cada tipo de trabalho. Por exemplo: fontes serifadas são mais usadas em trabalhos que trazem blocos de texto. A “continuidade/prolongamento” da fonte tende a guiar o olhar direto para as palavras e frases, em vez de ressaltar letra por letra, facilitando a leitura.

Já as fontes (ou tipos) sem serifa são mais eficientes em textos curtos: títulos, posts e chamadas. A ausência do prolongamento em cada letra facilita a leitura de cada palavra.

A diagramação e o texto também demandam planejamento. Após a escolha do tipo, estabeleça a localização do texto. Opte por caixas de texto individualizadas — elas facilitarão a diagramação.

4. Imagens

Imagens para layouts devem ter alta qualidade e devem ser próprias para essa finalidade. Isso significa que, se o seu cliente não providenciou um banco de imagens, você deve procurar em bancos de imagens da internet (existem diversos, gratuitos e pagos).

Imagens

É importante que seja uma imagem de banco, pois: além de a qualidade ser melhor, facilitando o tratamento da imagem, ela precisa ser autorizada. Isso mesmo: não pegue uma imagem qualquer do Google, afinal, a internet é uma terra com lei.

5. Padrão

Patterns

A mesma regra das cores vale para o padrão. Obedeça ao que foi proposto para todo o projeto. Uma campanha só possui uma identidade visual se todas as peças que a compõem obedecerem ao mesmo padrão (previamente estipulado).

6. Autoavaliação

Menos é mais! Clichê, certo? Errado! Essa frase é a representação máxima do senso crítico. Layouts muitos cheios, com muitas referências e blocos de textos não são amigáveis. Em outras palavras, não são convidativos.

Não há necessidade de mostrar todos os seus talentos em uma peça só. Estude seu público, acompanhe a elaboração da campanha e, quando for sua vez de contribuir, faça uma autoavaliação e se pergunte: essa peça está obedecendo ao que foi pedido? Se eu fosse o cliente, gostaria de ver/ler/receber uma peça com esse layout?

Percebeu que a criação de layouts possui algumas regrinhas básicas que podem (e devem) ser aplicadas a qualquer peça publicitária? É claro que existe a parte de deixar a imaginação fluir, mas se você quer se tornar um profissional eficiente, deve ficar atento aos pequenos detalhes que são invariáveis.

Gostou? Tem alguma dúvida ou quer acrescentar a sua dica? Comente aqui no post e compartilhe suas ideias e experiências com a gente.