Blog do MX Cursos

4 estratégias para lidar com clientes de design

4 estratégias para lidar com clientes de design

O designer, mais do que simplesmente fazer o trabalho encomendado, deve assessorar e orientar o cliente sobre mudanças de rota ou de projeto. Para isso, é preciso que, além das habilidades específicas e da criatividade, é importante que o bom profissional de design tenha jogo de cintura ao lidar com clientes.

Neste post, separamos algumas dicas estratégicas para essa tarefa, que não é tão simples quanto parece. Descubra como manter os clientes satisfeitos e garantir trabalhos de sucesso!

Não tenha medo de perguntar

A primeira reunião é o momento que vai definir a relação cliente-designer. Além da discussão sobre os parâmetros do projeto, também há a percepção de como o cliente funciona, quais são suas ideias e valores, e assim por diante. Portanto, não tenha pressa de concluir a reunião, não transmita desinteresse e, acima de tudo, pergunte tudo o que julgar necessário.

A criação de um bom briefing é uma base sólida para um projeto satisfatório, então faça todas as perguntas relativas ao projeto — desde o prazo de entrega até o orçamento disponível. Deixe que o cliente fale pela maior parte da reunião e, mais importante que isso, estimule-o a falar.

Mantenha o padrão de design do seu trabalho

DesignO mercado de design no Brasil ainda é pequeno, e a melhor divulgação possível é feita de boca em boca. Portanto, deixe bem claro ao seu cliente qual é o preço do seu trabalho e o porquê disso: por vezes, é melhor perder o cliente do que submeter-se a pagamentos pequenos e prazos corridos, arriscando a qualidade de seu job.

No entanto, perder clientes não é um luxo do qual designers, especialmente em início de carreira, podem desfrutar. Se você realmente tiver que fazer um job nessas condições, use o dobro de esforço para manter um trabalho de qualidade profissional e garantir o reconhecimento do cliente.

Tenha cuidado com as expectativas

O design é um trabalho sujeito a muitos erros e falhas. No briefing e ao longo do processo, tente traduzir as expectativas do cliente, muitas vezes abstratas, em termos reais. Explique a ele o porquê de estar trabalhando de certa maneira e não faça promessas que talvez você não consiga cumprir.

Crie um checklist para o projeto: é melhor ir apresentando o passo a passo para saber se está no caminho certo do que entregar um projeto finalizado e ter que refazê-lo por inteiro.

Nossos cursos indicados

Limite as alterações

Muitos clientes perdem a mão no número de alterações pedidas. Deixe bem claro, no momento do contrato, que alterações não são infinitas, e use suas habilidades de design para explicar o porquê da sua arte original estar melhor do que as alterações propostas por ele. Como sempre, seja educado, paciente e confiante no seu trabalho.

Destaque os elementos dos quais você mais gosta e assegure-o quanto ao sucesso de determinadas escolhas. Lembre-se: o designer também precisa vender o seu produto. Não seja intransigente, mas também não baixe a cabeça para tudo.

É importante, na hora de lidar com clientes, especialmente os mais difíceis, manter a calma e a segurança. Ele precisa confiar em você, e você deve mostrar que é digno da contratação. Portanto, organização, planejamento e iniciativa, como vimos, são tão importantes quanto a habilidade com a arte do design.

Esperamos que estas dicas sejam úteis para obter melhores trabalhos (e clientes) daqui por diante. Se você tem mais alguma sugestão para os designers e quer compartilhar suas experiências, deixe um comentário!

QUER POTENCIALIZAR SUAS HABILIDADES EM SOFTWARES E SEGMENTOS DO PRESENTE E DO FUTURO?

CURSOS ONLINE